Neste texto, falaremos sobre recomendação de investimento e quais são as vantagens desta opção, para que você possa aproveitar as melhores oportunidades e consiga aumentar seu capital.

Nos dias de hoje, sem dúvida, investir é uma ótima opção para alcançar maior qualidade de vida e garantir o aumento do seu patrimônio no futuro.

Porém, está comprovado que para ser um bom investidor, é preciso estudar muito e dispor de tempo para analisar seus investimentos e fazer seu dinheiro trabalhar a seu favor.

Mas se você não tem muito tempo para entrar no mercado financeiro sozinho, existem ótimas opções que podem ajudá-lo a gerenciar seu dinheiro.

Acompanhe!

O que é recomendação de investimento?

Quando você opta por contratar um serviço de assessoria, receberá análises sobre o mercado financeiro e quais são as melhores opções do momento. Essas análises são chamadas de recomendações, e vão auxiliá-lo a tomar decisões sobre sua carteira de investimentos.

O especialista que gera esse relatório é o analista de investimento, é um profissional regulamentado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e pela Associação dos Analistas e Profissionais de Investimentos do Mercado de Capitais (APIMEC), e deve ter certificações chamadas de Certificação Profissional para Analista de Investimentos (CNPI). Essas certificações garantem que o profissional esteja preparado para realizar as análises necessárias disponibilizadas pelos investidores.

Vantagens das recomendações de investimento.

Uma recomendação de investimento feita por um profissional qualificado faz toda a diferença para o investidor, pois poupa o seu tempo na hora de estudar e de monitorar continuamente as oscilações do mercado. Além disso, tendo a recomendação, você não precisará utilizar ferramentas profissionais nem precisará trabalhar em plataformas complicadas.

Essas, sem dúvida, são vantagens que ajudam muito os investidores que não têm tempo ou mesmo conhecimento suficiente para investirem sozinhos.

Quais são os tipos de recomendações disponíveis?

Em geral, as recomendações são padronizadas pelas organizações que as disponibilizam. Para visualizar melhor os tipos de recomendações, vamos utilizar os modelos que geralmente são disponibilizadas aos investidores:

  • Day Trade;
  • Swing Trade;
  • Carteira Recomendada Mensal.

Day Trade

Day trade são operações ágeis, abertas e encerradas no mesmo dia, com duração de um minuto até algumas horas. São feitas em day trade operações em ações e futuros como mini-índice e mini-dólar.

São operações recomendadas para aqueles que desejam resultado em um curto e médio prazo e que querem especular os ativos.

Swing Trade

Operações de alguns dias de duração. O lucro — ou stop loss — é alcançado em geral de uma a três semanas, mas pode levar cerca de dois meses. São operações em ações recomendadas para quem deseja resultado de médio a longo prazo.

Também é recomendada para quem não tem muita experiência no mercado de renda variável, mas exige um pouco mais de capital.

Carteira Recomendada Mensal

Referência para você alocar parte do seu patrimônio em ações de empresas que têm tudo para valorizar nos próximos meses.

A carteira recomendada foi criada por corretoras e empresas de análises independentes para facilitar o acesso de investidores à ações com potencial de valorização.

Elas visam informar quais empresas podem ter uma melhor performance dentro de determinado período (em geral 1 mês) ou em algumas condições políticas, econômicas ou operacionais.

Ela contém um relatório no qual os analistas informam suas razões para indicar uma determinada empresa, sua participação % no portfólio total e quanto ela provavelmente deve performar (preço justo ou preço alvo).

Resumidamente, a carteira recomendada ajuda o investidor a entender a análise feita pelos analistas de investimentos, se tem coerência e fundamentos.

Caso esteja de acordo com essas informações, ele aplica seu capital seguindo tais recomendações, entendendo e conhecendo as estratégias diversificadas e riscos.

O que é uma recomendação personalizada?

Uma recomendação personalizada leva em consideração a avaliação do perfil do investidor, suas necessidades e objetivos, para indicar quais são as melhores opções em termos de investimentos no curto, médio e longo prazos. Como essa recomendação é exclusiva para o investidor, ele terá acesso aos ativos financeiros mais adequados ao seu perfil e anseios.

Uma grande parcela dos investidores brasileiros acaba realizando suas aplicações em grandes bancos. Porém, os bancos acabam restringindo a capacidade de aplicação dos seus clientes, apresentando somente os produtos que eles disponibilizam. No caso da recomendação personalizada, o investidor tem acesso a qualquer tipo de ativo, podendo aplicar seus recursos em opções de maior rentabilidade.

A escolha dos ativos: Renda Fixa e Variável

Para receber uma recomendação personalizada, já falamos sobre a questão do perfil do investidor. Ao escolher os ativos, é importante avaliar a questão dos riscos envolvidos. Existem investimentos de maior e menor risco, como é o caso dos ativos de renda fixa e variável.

Os ativos de renda fixa atualmente são uma zona de conforto para o seu investimento. Com o movimento histórico de queda da taxa SELIC, que terminou o ano de 2017 em 7%, investir em renda fixa garante uma estabilidade nos rendimentos, pois a taxa de remuneração para essas aplicações é pré-determinada na contratação.

Sobre os ativos de renda variável, existe a possibilidade do gerenciamento do risco. Entretanto, se o investidor não souber fazer o investimento, ele poderá perder seu capital. Além disso, não há garantias que resultados ocorridos no passado possam se refletir no futuro, e, por isso, contar com a ajuda de uma recomendação de investimento pode ser a melhor opção.

Por que investir com uma corretora?

Já falamos um pouco sobre as restrições impostas aos investidores quando decidem realizar seus investimentos em instituições bancárias. Podemos dizer que as corretoras têm a vantagem de disponibilizar uma diversidade de opções de investimentos de inúmeras instituições financeiras em relação aos bancos.

Outro ponto importante é que, como atuam com essa variedade de instituições financeiras, as corretoras dispõem de opções de maior rentabilidade se comparadas aos produtos oferecidos pelos bancos. Por exemplo, uma corretora pode oferecer CDIs – Certificados de Depósito Interbancário – que remuneram em até 110%.

Em relação às taxas, as corretoras tem vantagens em relação aos bancos. Geralmente, não existe cobrança para abertura de contas, e existem algumas taxas que podem ser isentas de acordo com a corretora, como é o caso da operação com o Tesouro Direto. A dica é pesquisar sobre as taxas na hora de escolher a corretora.

Além de tudo isso, em economias desenvolvidas é comum que as pessoas invistam em corretoras, e não nos bancos. Nos EUA e no Japão, por exemplo, os investidores realizam suas aplicações tanto em corretoras quanto por meio de plataformas e aplicativos inovadores.

Por tudo isso, se você está interessado em investir para alcançar seus objetivos de vida, mas não tem tempo para se dedicar ao assunto em tempo integral, a recomendação de investimentos sem dúvida é uma ótima opção.

A FOLEO é uma plataforma de recomendação de investimentos que poderá ajudar a escolher as melhores opções de aplicações. Ela conta com analistas profissionais, certificados e treinados para identificar as melhores oportunidades. Além disso, eles enviam notificações ao seu celular ou computador em tempo real. Assim, você poderá avaliar e tirar suas dúvidas sobre qual investimento deve fazer.

Ficou interessado? Você pode entrar em contato conosco para saber mais sobre o funcionamento da plataforma e qual a melhor opção de recomendação de investimento para você, de acordo com seu perfil de investidor e seus objetivos financeiros para o futuro.